DGS  otorrinolaringologia Dr. Décio Gomes de Souza
<Voltar para Apostilas <Voltar Home

A3)  IRRIGAÇÃO DAS FOSSAS NASAIS

            A mucosa nasal é ricamente irrigada por uma rede de vasos anastomosados derivados principalmente das artérias :

      1) esfenopalatina (18): é a mais calibrosa e penetra na fossa nasal pela parede lateral posteriormente ao corneto médio dando ramos para as paredes lateral (art. nasal lateral) e septal (art. naso-septal que passa pelo teto da coana e vai se anostomosar com a artéria palatina maior). É ramo terminal da artéria maxilar interna que é ramo da carótida externa.

      2) etmoidais anterior (4) e posterior (3): penetram pelo teto e dando ramos para as paredes septal e lateral. São ramos da oftálmica que é ramo dacarótida interna.

      3) palatina maior (ramo da maxilar interna) e artéria do subsepto (ramo da facial).

            Na área do septo nasal anterior existe uma região ricamente vascularizada, sítio freqüente de epistaxes, chamada de área de Kisselbach.

 

Área de Kisselbach

Figura 3 – Irrigação

Voltar ao topo

<Voltar para Apostilas <Voltar Home