DGS  otorrinolaringologia Dr. Décio Gomes de Souza
<Voltar para Apostilas <Voltar Home

A4)  INERVAÇÃO DAS FOSSAS NASAIS

            A sensorial aferente é feita por ramos da primeira e segunda porções do trigêmio (oftálmica e maxilar) e inervam respectivamente as porções anterior e posterior.

            As inervações simpática e parassimpática são feitas através do gânglio esfenopalatino (que também apresenta fibras sensoriais do ramo maxilar do trigêmio). Ele se encontra na fossa ptérigo-palatina e recebe fibras simpáticas do nervo petroso profundo e parassimpáticas do petroso superficial maior (que vem do gânglio geniculado do nervo facial). Esses dois nervos se unem para formar o nervo vidiano antes de alcançar o gânglio esfenopalatino. As fibras que provém do gânglio penetram na fossa nasal junto com a artéria esfenopalatina.

Voltar ao topo

<Voltar para Apostilas <Voltar Home