DGS  otorrinolaringologia Dr. Décio Gomes de Souza
<Voltar para Apostilas <Voltar Home

C4) DESVIO DO SEPTO NASAL

            É uma causa freqüente de obstrução nasal e pode ser um fator predisponente para sinusites por obstrução dos óstios de drenagem. Pode também causar cefaléias chamadas de rinogênicas por estimulação das zonas de inervação autônoma.

1 – Etiologia

    a) Traumas : trauma de parto, acidentes

    b) Alterações do desenvolvimento – fig. 8a : durante o crescimento as relações entre as estruturas vizinhas, principalmente o palato, podem levar a um desvio do septo nasal. A respiração oral (seja secundária a uma obstrução nasal ou por hipotonia dos órgãos fono-articulatórios), leva a uma subida do palato que resulta em um desvio do septo.

     

Desvio do bordo caudal                                               Visão endoscópica

Figura 8a – Desvio de septo nasal

2 – Sintomatologia : o sintoma principal é a obstrução nasal crônica, uni ou bilateral. Pode ter como único sintoma uma cefaléia – a típica é periorbicular com obstrução nasal do lado da dor que melhora com anestesia tópica da fossa nasal correspondente. Pode haver sintomas alérgicos e sinusopatias associadas.

3 – Tratamento : é cirúrgico (septoplastia nasal). Quando acompanhada de alterações da pirâmide nasal é realizada a Rinosseptoplastia.

Voltar ao topo

<Voltar para Apostilas <Voltar Home