DGS  otorrinolaringologia Dr. Décio Gomes de Souza
<Voltar para Apostilas <Voltar Home

B1) FISIOLOGIA DA ORELHA EXTERNA – Fig.1

                        A orelha externa tem a função de dirigir as ondas sonoras do ambiente para a membrana timpânica. Também protege a MT mantendo-a afastada do meio exterior, o cerume e os pêlos evitam a entrada de corpos estranhos, e mantém uma temperatura e umidade adequadas para o seu funcionamento. As secreções de suas glândulas têm propriedades antifúngicas e antibacterianas e a pele tem uma migração da MT para o poro externo havendo portanto uma higienização natural do meato.

                        Existem fenômenos acústicos durante a passagem do som pela orelha externa: ele sofre uma “equalização” significativa, sobretudo na gama de freqüências entre os 1.5 kHz e os 7 kHz, pela ressonância do pavilhão auditivo na zona dos 5KHz e do canal auditivo e tímpano perto dos 2,5 kHz (efeito “funil” semelhante ao que acontece em alguns instrumentos musicais como o órgão com tubos fechados); concluindo leva a um aumento na sensibilidade auditiva principalmente entre os 2KHz e os 5KHz.

    

Direcionamento do som para a MT           Efeito funil                                                Ganho acústico  

Figura 1 – Fisiologia da orelha externa

Voltar ao topo

<Voltar para Apostilas <Voltar Home